Por que eu preciso entender do vírus HPV?

Campanha de conscientização iniciada em março pretende combater o vírus, para evitar o câncer de colo de útero

 vírus HPVO Sistema Único de Saúde (SUS) iniciou, há um mês, uma grande campanha que visa oferecer vacina para combater o Papiloma Vírus Humano (HPV). É uma medida preventiva contra o câncer de colo do útero. Esse assunto deve lhe interessar, pois as pesquisas alertam que a cada hora e meia uma mulher morre no Brasil vítima desse mal. No mundo, temos uma vítima a cada dois minutos. 

O HPV é o causador principal do câncer de colo de útero e a vacinação tem sido iniciada a partir dos 11 anos de vida de cada mulher/menina. A ação do vírus, inicialmente, se dá pelo surgimento de verrugas indolores. Mas, a gravidade do problema ocorre quando o tal do vírus começa a alterar o colo uterino, pois a partir daí é muita rápida a possibilidade de um câncer.

Um dos motivos para essa pesada campanha de vacinação está no fato de o HPV não apresentar sintomas tão visíveis. Por esse motivo, as consultas regulares ao ginecologista são tão importantes.

Como o vírus é transmitido? 

Os especialistas esclarecem que há cerca de 100 subtipos de HPV. A transmissão ocorre pelo contato pele a pele. O contato entre mucosa-mucosa ou pele-mucosa. Dessa forma, torna-se importante esclarecer que, mesmo os inativos do ponto de vista sexual, estão sujeitos ao contágio. Uma criança, por exemplo, pode ser contaminada pelo toque. 

Visível: não quer o vírus seja visível, mas o primeiro alerta a olho nu vem com o surgimento das verrugas. Fora esse formato, a melhor forma de identificar a presença é por meio de exames. Os médicos também explicam que o vírus pode estar no organismo e não necessariamente já ter desenvolvido algum tipo de sintoma.

Sexual ou não: como falamos acima, o HPV não é transmitido exclusivamente no momento da relação sexual. Nesse caso, o uso da camisinha não implica em estar a salvo. A vacina, para as mulheres, é a principal arma preventiva. Além disso, implica em ter qualidade de vida, cuidar da imunidade e estar sempre sendo acompanhada pelo médico. Assim, você controla o vírus e evita o desenvolvimento do câncer. E ainda assim, é necessário adotar os outros cuidados, pois até o momento a vacina combate apenas quatro dos 150 tipos de HPV.

Por que eu preciso entender do vírus HPV?

Como tudo na vida gera polêmica, algumas pessoas estão a questionar que a vacinação iniciada aos 11 anos aqui no Brasil pode estar incentivando a entrada precoce das meninas no universo da sexualidade. Em países desenvolvidos, a exemplo do Canadá e Estados Unidos, não há qualquer crítica em relação a essa postura. Nessas nações, a vacina também é incentivada para meninos e homens. 

Qual a sua opinião sobre esse tema? Você já vivenciou alguma experiência relacionada às doenças sexualmente transmissíveis? Opinar sobre tais questões é trocar conhecimento e experiências. Cada um vai ajudando o outro no processo!

Postado em .


Recomendado para você

Comentários