Oleosidade facial: como combater

Medidas preventivas e dicas para camuflar o problema

A oleosidade na face não é um problema. Sim. Mas, desde que não haja exageros. Cada organismo vai desenvolver um tipo de pele e isso precisa ser respeitado. Porém, há de se procurar um equilíbrio para o processo. E mais: no verão, quem tem pele oleosa acaba ficando ainda mais desesperada. Como agir? Vamos apresentar algumas dicas e truques para fugir desse problema. Há, ainda, alguns cosméticos que serão seus principais aliados ao longo do próximo verão.

Oleosidade facial: como combater

A pele oleosa acaba sendo um motivo de constrangimento. A pessoa quer lavar o rosto a todo o tempo e fica achando que é um pote de brilho. Ou melhor, que as outras pessoas a enxergam dessa maneira. A zona T  (testa, nariz e queixo) acaba sendo a mais prejudicada. Os poros ficam dilatados, muitas espinhas e cravos para povoar tão região. Nascer com a pele oleosa é um aspecto genético ou está relacionado a mudanças hormonais, pois ocorre maior produção de glândulas sebáceas. O problema está no fato de que com o aumento do calor, especificamente no verão, a pele oleosa tende a ficar ainda mais acentuada.

Uma dieta que pese nas gorduras ou mesmo o uso de cosméticos inadequados também ampliam o problema. Os especialistas alertam que lavar ou esfregar demais o rosto em situações como essa pode ser um estímulo a mais para produção de glândulas. É o tal do efeito rebote. Há ainda aqueles que acreditam na exposição ao sol como forma de combater as espinhas. Na verdade, esse tipo de ação só vai fechando ainda mais os folículos e formando novos probleminhas sebáceos. 

Quais cuidados podem ser adotados?

Quando você estiver em casa, tome como regra básica a aposta em alimentos e produtos que estejam livres de óleo e ativos. Dê preferência a tudo aquilo que remove e controla a oleosidade. A melaleuca (removedora de impurezas e antisséptico), o ácido tartárico, o ácido salicílico e similares (vão esfoliar e desobstruir os poros), o mentol e o hamamélis (possuem ações anti-inflamatórias) e os derivados do zinco (reguladores da oleosidade). Lavar o rosto com sabonetes específicos pela manhã, tarde e noite. Ao fim do dia, usar um tônico para regular a concentração de PH na região. Tudo isso refresca e reduz todo aquele brilho.

Oleosidade facial: como combater

Quando surgirem espinhas, use um produto secativo à base de triclosan e ácido salicílico. São esses componentes que cicatrizam e recuperam o tecido danificado. Os esfoliantes podem ser utilizados apenas uma vez por semana e com partículas menores. Os produtos de beleza devem conter fórmulas que sejam livres de óleo, a textura precisa ser suave para que os poros não fiquem entupidos.

Como camuflar a oleosidade?

Para quem já fez todo esse procedimento acima e ainda está insatisfeita, há possibilidades de realização de rituais de limpeza. Alguns truques e produtos que vão mascarar o problema. Máscaras faciais de argila duas vezes por semana são excelentes opções. O frasco pode ser colocado na geladeira antes de iniciar a aplicação, pois a temperatura fria contrai os poros dilatados e provoca o efeito de desinchar. Outra boa dica está no primer, que deixa a pele aveludada e permite maior duração da maquiagem. O pó mineral também é importante nessa finalização da camuflagem.

Postado em .


Recomendado para você

Comentários