Cólicas menstruais: o que realmente alivia?

Cada mulher deve identificar os melhores mecanismos de combater esse mal

Cólicas menstruaisEla não dura mais que três dias, porém chega todo mês em nosso encalço. É a tal da cólica menstrual, quase sempre acompanhada pela outra amiga chamada tensão pré-menstrual. Em algumas mulheres, as dores são intensas. Nesses casos, o tratamento tem que ser redobrado. Afinal, já basta a dor do parto, né?

O nome científico da cólica menstrual é dismenorreia. Como funciona? Porque acontece? De acordo com os especialistas, ocorrem contrações que vão eliminando as camadas internas do útero. Isso, claro, quando nele não está alojado um bebê.

No período do ciclo menstrual, há uma elevação do hormônio feminino estrógeno e das prostaglandinas. Essas últimas são ácidos graxos que fazem todo o processo da contração.

O fato é que nós trabalhamos diariamente e arduamente. E, de jeito algum, temos condições de acumular ou aguentar esse sofrimento.

Como combater a cólica?

Existem métodos científicos e caseiros. Vamos descobrir mais detalhes sobre alguns deles? 

Atividade física: se for regular, controlará não só a cólica, mas fará bem para toda a sua saúde.

Dieta: a dieta, que também tem influencia no controle das cólicas, deve ser rica em vitamina D. Essa substância pode ser encontrada facilmente nos peixes, leite e ovos. Outra importante aliada é a vitamina E: dos óleos vegetais, das nozes e grãos. Durante as cólicas, um prato super colorido: frutas, legumes e verduras.

Compressa quente: aquelas maravilhosas bolsas ajudam a controlar os fluxos sanguíneos e promovem a eliminação das substâncias que ocasionam as contrações uterinas.

Automedicação: muita gente se arrisca a usar medicações diferenciadas para combater as dores causadas pela cólica. Os especialistas explicam que essa conduta não é adequada, pois a cólica pode também estar sendo decorrente de algum outro problema de saúde. O ideal é procurar um médico!

Cólicas menstruais: o que realmente alivia?Anticoncepcional: aqueles que são à base de hormônios diminuem o endométrio, camada interna do útero. Com isso, há redução das prostaglandinas que produzem as cólicas. Esse tipo de medicação também faz reduzir o fluxo da menstruação.

Acupuntura: tanto a acupuntura quanto as massagens auxiliam no processo de redução das dores. Tudo está muito relacionado à circulação sanguínea. Porém, antes de iniciar qualquer tratamento, é recomendável que se converse com um médico. Afinal, pressionar também pode gerar dores maiores.

Todas as técnicas acima citadas precisam de frequência para que funcionem bem. Muitas vezes, a mulher acaba se descuidando e realizando esse tipo de cuidado apenas em casos extremos. Portanto, hora de entender que seu corpo é um bem extremamente precioso. Que tal tratá-lo com mais carinho? Até mesmo para evitar problemas futuros como endometriose ou dificuldades na própria gestação do seu futuro filho. E aí, prontas para ampliar os cuidados consigo mesmas? 

Compartilhem aqui as suas dicas ou a experiência que deu certo pra você no enfrentamento da tal da cólica.

Postado em .


Recomendado para você

Comentários