Alimentos que funcionam como tranquilizantes

Xô, insônia! Como alguns alimentos podem auxiliar no equilíbrio do sono

As causas da insônia, especialmente no universo feminino, são as mais diversas. O estresse é um dos fatores, bem como a ansiedade. Outros aspectos fisiológicos também explicam a perda de sono. Em algumas situações, a alimentação inadequada interfere. O uso excessivo do café é um exemplo disso. E é também na alimentação que se pode encontrar alternativas para combater esse mal. Alguns alimentos vão funcionar como tranquilizantes naturais, combater a falta de sono e não vão gerar efeitos colaterais indesejados como o aumento de peso. Ou seja, uma maravilha para quem quer se ver livre das orelhas e corpo cansado.

Alimentos que funcionam como tranquilizantes

Noites insones representam danos para a pele, alteram o metabolismo e influenciam até mesmo na boa capacidade de memorização. É nessa hora que os nutricionistas orientam a introdução de alguns alimentos específicos na dieta para que a insônia seja combatida. Conheça um pouco mais sobre a ação desses alimentos. 

Que alimentos devem ser acrescentados à dieta?

Cereja: você pode usá-la na versão fresca ou seca. Há também a possibilidade de ampliar o uso do suco de cereja. Esse alimento é uma fonte bem rica em melatonina, também conhecida como hormônio do sono.

Saladas: a tão tradicional salada verde é uma excelente opção para tratar dos males relacionados ao sono. Faça uma combinação com brócolis, couve-flor, espinafre e bons temperos. As folhas verdes são reconhecidas como tranquilizantes naturais por darem conta de uma elevada quantidade de magnésio. E o melhor de tudo: é uma refeição leve que vai auxiliar, ainda, na redução de peso.

Kiwi: fruto tradicional no Brasil,  o kiwi foi objeto de pesquisa de estudiosos norte-americanos. Eles apontam que o uso desse alimento ajuda na elevação do sono. Especialmente se usado um pouco antes de dormir. O ideal é que o uso seja prolongado por um período de quatro semanas. 

Alimentos que funcionam como tranquilizantes

Banana com aveia: dois alimentos que conseguem congregar uma rica fonte de triftofano. O que seria tal componente? Aminoácidos que o corpo humano utiliza para conseguir produzir os “condutores” de dois hormônios essenciais para o bem-estar: serotonina e melatonina. 

Amêndoas e sementes: o iogurte, diferentes tipos de sementes e amêndoas também cumprem bem essa função. No caso das amêndoas, vão auxiliar ainda na redução do peso. Ou seja, uma excelente pedida.

É importante destacar que o uso de alimentos industrializados e com excesso de componentes que afetam a saúde também deve ser evitado, especialmente por quem está vivenciando o problema da insônia. Ademais, depois de utilizar esses alimentos tranquilizantes, que tal intensificar a rotina de atividades físicas? O corpo vai, naturalmente, estar mais cansado e propenso a relaxar para uma boa noite de sono. Cortar hábitos prejudiciais como o cigarro e o uso excessivo de álcool também é uma excelente alternativa. Se todas essas opções forem testadas e ainda assim você continuar enfrentando o problema, vale a pena procurar o médico. Neurologistas e profissionais especializados em tratar de problemas do sono vão poder identificar, de forma mais precisa, quais as verdadeiras causas do problema.

Postado em .


Recomendado para você

Comentários