30 anos: hora de repor o colágeno

Saiba como esse componente interfere em sua beleza

O colágeno é um componente importantíssimo para pele, cartilagens e ossos. Quando há deficiência dessa substância em nosso organismo, o primeiro prejuízo observado é a redução da elasticidade da pele. Em seguida, começam a surgir as temerosas rugas. O último sinal de carência está ligado ao aumento e fragilidade das articulações e ossos.

30 anos: hora de repor o colágeno

Depois de toda essa explicação preocupante você já deve estar querendo correr para a farmácia em busca de doses cavalares de colágeno. Mas... fique atenta e entenda primeiro porque ele é tão importante para nós mulheres.

O colágeno é um tipo de nutriente que mantém cerca de 30% de toda a carga de proteína do nosso organismo. E a função essencial do colágeno é focada na estrutura, no espaço de sustentação das células. Ele vai mantê-las unidas, tornando-se o principal elemento protéico da pele, dos ossos, das cartilagens,dos ligamentos e dos tendões.

Como produzimos o colágeno?

O organismo humano produz colágeno naturalmente. Porém, alguns estudos e pesquisas apontam que, depois dos 30 anos, começamos a perder cerca de 1% ao ano dessa milagrosa proteína.

Nesse período, médicos e nutricionistas costumam recomendar às pacientes toda uma estrutura de suplementação alimentar de colágeno. Aos 50 anos, essa reposição precisa ser ainda mais especializada.

Processo de envelhecimento

Repor o colágeno a partir dos 30 anosAos 18 anos você tem uma pele de boneca. Aos 20 você já passar a observar que aquele tão desejado bronze em excesso trás consequências. Aos 30 anos você passa a encontrar, com mais frequência, aquelas manchas insuportáveis. Sim. Você está envelhecendo. E a principal causa desse processo é a redução da produção de colágeno em seu corpo. Flacidez nos músculos, visível redução da força nos espaços das juntas e ligamentos também é um indicativo da redução do colágeno. A cartilagem torna-se ainda mais frágil e a própria densidade óssea começa a diminuir.

A perda de colágeno também está relacionada à diminuição da espessura do fio capilar processo de desidratação e ausência de elasticidade da pele. Até mesmo as estrias, tão desesperadoras para nós mulheres, estão relacionadas à produção do colágeno.

Onde encontramos o colágeno?

A extração do colágeno é realizada a partir do osso e da cartilagem do boi. Em seguida, ele passará por um processo de hidrólise (quebra das moléculas de proteína). Dessa forma, ele será mais facilmente absorvido pelas nossas células e facilmente penetrará no organismo humano. A revitalização das unhas e do próprio fio do cabelo também requer uso do colágeno.

 Agora que você ficou por dentro da importância, comece a investigar a existência do colágeno nos produtos e cosméticos que utiliza. Nesse caso, utilize na devida quantidade e observe os efeitos. Nem sempre apenas os produtos corretivos garantirão melhores resultados para a pele. Eles devem ser aliados em outras estratégias de rejuvenescimento. O colágeno, por exemplo, já caiu nas graças das celebridades, atrizes e cantoras. Muitas delas incorporam o colágeno até mesmo no próprio cardápio diário, justamente por entenderem a sua importância.

Afinal, querer manter um rostos mais jovem e um corpo “durinho” é o sonho da grande maioria das mulheres. E já que estamos diante de uma substância acessível, basta fazermos uma boa pesquisa de mercado. E o melhor: não tem contra-indicação.

Postado em .


Recomendado para você

Comentários